- Dom Frei Santiago Sánchez na Rádio Vaticano: “A força da Laudato Si’ é para as pessoas tomarem consciência de serem elas mesmas, de lutar pela sua terra”
11-09-2017 Roma, Itália
A edição em português da Rádio Vaticano entrevistou o Bispo agostiniano recoleto de Lábrea, por ocasião do Dia da Criação e do convite direto do Papa Francisco a orar pela casa comum e a aumentar o nosso sentido de responsabilidade pela natureza.
Dom Frei Santiago Sánchez Sebastián, Bispo agostiniano recoleto da Prelazia de Lábrea (Amazonas, Brasil), foi entrevistado pelo serviço em português da Rádio Vaticano por ocasião do Dia da Criação.

Naquele dia, o Papa Francisco publicou no Twitter uma oração pedindo a Deus que ensinasse cada cristão a contemplá-l’O na beleza da criação e que despertasse quer a sua gratidão, quer o seu sentido de responsabilidade pela natureza.



Senhor, ensine-nos a contemplá-lo na beleza da criação e desperte a nossa gratidão e o nosso sentido de responsabilidade.


— Papa Francisco (@Pontifex_pt) 1 de septiembre de 2017




A Igreja aborda a partir de várias perspectivas a necessidade de unir o cuidado com a natureza e a salvaguarda da dignidade das pessoas, ressaltando que os ataques ao meio natural terminam sempre redundando em aumento da pobreza e da vulnerabilidade humana. Nesse sentido, entendem-se as campanhas que, nos últimos tempos, foram realizadas por instituições como REDES (Se cuidas do planeta, combates a pobreza), em que se faz presente a Família Agostiniana Recoleta através da ONGD Haren Alde.

A este Dia da Criação (1º de setembro), uniram-se a Igreja Católica e a Ortodoxa, na pessoa de seus máximos líderes, o Papa Francisco e o Patriarca Bartolomeu.

Além disso, o Papa Francisco mencionou a necessidade expressa do cuidado pela Amazônia em diversas ocasiões, incluindo-se o próprio texto da Encíclica sobre a ecologia humana. Por outro lado, as comunidades amazônicas somaram-se com alegria e entusiasmo ao espírito e à proposta da Encíclica Laudato Si´, o texto mais completo e valente da Igreja Católica sobre ecologia e cuidado da natureza.

O serviço em português da Rádio Vaticano escolheu o Bispo agostiniano recoleto Dom Frei Santiago Sánchez como representante da Igreja na Amazônia nesta jornada, para uma entrevista em que se fala da realidade e das ações da Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM) e do significado da Encíclica papal numa das comunidades que vivem com mais intensidade tanto a pobreza como as consequências geradas pela agressão à natureza.

Dom Santiago Sánchez recorda que, na Prelazia de Lábrea, há “um povo sofredor, acostumado a ser dominado de fora e a que todos aproveitem do que acontece” e de seus bens naturais. Por isso, considera que o documento papal serviu para que os povos amazônicos “tomemos consciência de sermos nós mesmos, de lutar pela nossa terra, pelo nosso hábitat e pela riqueza da natureza”. Daí, conclui, que o texto pontifício tenha dado “uma grande força a todos os movimentos que estão nesta linha, nesta tarefa”.

Dom Sánchez recordou o Seminário da REPAM que teve lugar em Lábrea com o objetivo de lutar pela riqueza da selva e dos rios e pela dignidade dos habitantes do meio rural amazônico, que já lutam contra a pobreza e têm ainda desafios suplementares a qualquer outra população do mundo: “problemas do rio, da pesca, dos indígenas, dos ribeirinhos”, indica.

Aqui, a entrevista completa.

© HAREN ALDE - A favor dos demais. ONG'D agostiniana recoleta. General Dávila, 5, bajo D. 28003 - Madrid, Espanha. Telefono e fax: 915 333 959. NIF: G-31422793. Inscrita no Registro Nacional de Associações com o número 115.324. Declarada de Utilidade Pública o 17 de Julio de 2000.
Inicio Quem somos Onde estamos O que fazemos Notícias PUBLICAÇÕES FALE CONOSCO
-
español english